Terça-feira, 3 de Novembro de 2009

Pertinente, bem disposto e deveras interessante.



publicado por fblourido às 17:52 | link do post | comentar

3 comentários:
De Cais das Colinas a 4 de Novembro de 2009 às 15:46
Upa upa soldadinho.
A universidade do sr. Ted é uma maravilha.
Eu nem vou ao site porque já percebi que se lá meto os pés tenho depois que meter também uma licença sem vencimento para poder absorver aquilo tudo.
Confesso-me deslumbrado com tanta eloquência e bom senso.


De zeduviana a 9 de Novembro de 2009 às 17:54
Não estou assim tão deslumbrado...
Este senhor traz considerações muito importantes sobre a importância do espaço do público, a importância do "living locally" como diz no fim, a necessidade de haver mais consciência cívica e a inadaptabilidade quase inevitável da suburbia americana a uma nova realidade. Tudo bem. Concordo plenamente, apesar de não serem propriamente ideias novas.
Mas derrapa constantemente numa apreciação estética de edíficios dos quais tem todo o direito de não gostar mas que fazem parte da história da arquitectura e não devem ser criticados daquela forma pouco inteligente. Refiro-me em especial ao edíficio da camara de Boston em que critica o que me parece ser uma obra tipica dos brutalismo dos anos 60. Para não me perder muito mais tempo: Uma coisa são os erros do Urbanismo modernista outra coisa é criticar tudo o que esteticamente o modernismo revolucionou. Ainda por cima desta forma. Sintetizando mais uma vez: Estou com o christopher alexander na crítica ao urbanismo modernista e na apologia da rua como fundamental para uma dinâmica urbana. Não estou definitivamente com o Krier nos seus revivalismos novecentistas. Se este señor que aqui fala tem consciência da falta de História com H grande nas cidades americanas devia saber que tentar recriá-las à força como mostra nas imagens finais é um erro repetido também demasiadas vezes.


De fblourido a 10 de Novembro de 2009 às 10:28
Claro que não são ideias novas, Zedu . O que é novo e extremamente excitante, penso, é que ouço pela primeira vez um arquitecto norte-americano, pelos vistos influente, a defender coisas que, aos nossos olhos, parecem óbvias. Portanto o que este vídeo traz é, basicamente, esperança de uma vida melhor para aquela gente, espero. Quanto à critica que ele faz ao brutalismo , não me chateia. Aliás, ele tem idade suficiente para ter legitimidade para criticar; já existia e, se calhar, até já era arquitecto, quando os edifícios estavam a ser construídos. Conheço a tua afeição à corrente do modernismo em geral, mas deixa-me dizer-te que o facto de as coisas serem ou terem história não significa que sejam inatacáveis; aliás, a história serve para isso mesmo, para reponderar o que se fez no sentido de tentar agir melhor no futuro. O que é facto é que se deixaram de fazer edifícios assim, e que os que se fizeram foram essenciais informar o desenho dos que fazemos hoje. Quanto ao Novo Urbanismo, não faço juízos apressados; penso que é um movimento que ainda não parou e que pode dar frutos interessantes, tal como o modernismo. Não levo à letra o que Krier afirma e aconselho-te a fazer o mesmo, mas também te digo que não deves renegar tudo o que ele afirma. Tal como no Modernismo há ensinamentos a retirar.


Comentar post

mais sobre mim
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

Boas Festas

Claque partidária.

Redenção

"O Dantas em génio nem ch...

"Think of RepRap as a Chi...

Zeitgeist

Isto é claramente, e cada...

Ups...

Boas festas

1', 2'...12'20'' de Músic...

arquivos

Dezembro 2011

Outubro 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

todas as tags

||
drupal stats
blogs SAPO
subscrever feeds