Segunda-feira, 10.05.10

 

Até nem sou pessoa que me lembre dos sonhos mas há sempre a excepção. Uma destas noites sonhei que um deputado, que estava a dar uma entrevista na Casa da Democracia, ficou desconfortável com as perguntas e chamou a si o direito de "acção directa" ficando na posse de dois equipamentos de gravação que não lhe pertenciam. Posteriormente, tendo sido apanhado em flagrante delito, deu uma conferência de imprensa em que declarou ter sido sujeito a uma "violência psicológica insuportável", tendo agido irreflectidamente, e até lá estava o líder da bancada a dar apoio em nome do partido (só mesmo em sonhos, eheh). Ainda hoje estou a tentar perceber como este personagem, que coloca "acção directa" e "irreflectido" na mesma frase teria chegado a deputado da Nação e teria por ocupação quotidiana fazer Lei, mas adiante. Imaginem vocês que na semana seguinte esse Deputado ainda estava em funções. As coisas que a nossa imaginação é capaz de conceber. Incrível

 

Agora mais a sério, todos temos o direito de errar é certo, mas nem todos somos deputados, sendo-o devemos deixar de o ser; e todos, mesmo todos, devemos pedir desculpa se quando o fazemos ofendemos alguém, é o mínimo da decência.



publicado por fblourido às 15:11 | link do post | comentar | ver comentários (4)

mais sobre mim
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

Imaginação fértil

arquivos

Dezembro 2011

Outubro 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

todas as tags

||
drupal stats
blogs SAPO
subscrever feeds